Meus olhos querem os detalhes da vida

24.9.17


Foi com o passar dos anos que fui me dando conta do quanto necessitados são, estes meus amigos oculares. Necessitados de vida.

Fiquei pensando se não seria pleonasmo dizer isso, já que vida absolutamente tudo o é.

Mas a intenção aqui é demonstrar o quanto meus olhos são ávidos em buscar detalhes. Não se apegar em picuinhas, mas suavizar na busca de pontos discrepantes e maravilhosos por serem assim, diferentes.

Buscar no cotidiano social e na natureza, ou seja, em todos os lugares.

Sempre trabalho essa magia saudável de observar um pouco mais.

Tentar compreender, mesmo na falta de uma comunicação falada ou escrita.

Se o corpo de uma pessoa fala muito, um olhar extravasa sentimentos em discursos breves, mas profundos.
Entretanto, não é todos que observam esta preciosa possibilidade.

Imersos em uma névoa de acomodação, seguem domesticados com o que construíram em suas mentes.

Não esboçam mais quebrar este círculo. Tornam-se presas fáceis para ludibriadores e oportunistas, que vendem um mundo a beira de um completo colapso moral.

Oras. É sabido que nosso estágio ainda é muito atrasado em relação ao tanto que nos aguarda em outros níveis da evolução.

Contudo, o mundo não vai acabar como muitos pregam. O que falta é o hábito de observar com mais cuidado a vida, em todas as suas minúcias.

Existem detalhes que nos fogem.

Também não posso dizer que perceberemos tudo, pois é impossível nesta etapa da viagem.

Mas se silenciarmos um pouco, vamos observar batalhas de verdadeiros guerreiros da luz, que podem estar um tanto opacos hoje, mas que com um toque de esperança e carinho, novamente estarão prontos para engrossar as fileiras do bem.


Não terceirizemos nossos pensamentos

Isso mesmo. Muita gente vive assim em um mundo ainda infantilmente globalizado.

Com medo de perderem postos que consideram seus eternamente, trabalham como fantoches, comprando ideias de interesses obscuros apenas para maquiar covardemente suas ilusões.

Seja livre em todos os sentidos.


Luiz Alberto Portes
Unalome Fotografia e Evolução

Você poderá gostar também

0 comentários

Comunidade no Facebook

Unalome no Google Plus