O filtro do viver consciente

28.12.16


Um campo de lapidação da alma. Este é o nosso planeta, ainda nos primeiros degraus da evolução. E como ele, nós.

Bilhões de espíritos aprendendo e se desenvolvendo. Crescendo.

Embora muitos - para não dizer a maioria - ainda estejam adormecidos quando o assunto é desenvolvimento espiritual.

Faço um convite para que num exercício, tentemos imaginar as pessoas e suas idas e vindas.

Neste agitado turbilhão, bilhões de pensamentos são lançados no espaço incessantemente, a cada segundo. E estas emissões energéticas misturam-se, mas não ficam dispersas tão somente.

No caso de encontrarem receptividade em frequências similares, com pensamentos similares, se atraem e se fortalecem.

Quando repelidas por pensamentos contrários, voltam para a origem.

É aqui onde quero chegar nesta breve conversa.

Somos energias.

Umas mais luminosas sim, outras mais opacas. Tudo questão de níveis de consciência. 

Quanto mais despertos, maior a aceitação do infinito viver.

Logo, trazemos em nosso íntimo o desejo de avançar, que muitas vezes fica perdido no meio de tanta "balbúrdia" mental, fruto de tantos pensamentos em desalinho.

Entretanto, podemos organizá-los. Para isso devemos praticar e desenvolver a melhor utilização do nosso filtro chamado consciência.

As frestas por onde deixamos passar más impressões e pensamentos são características de nossas imperfeições. Todos nós as temos. Uns mais, outros menos. Somos frágeis e perdidos.

Mas a luz está em tudo.

Nós é que não a enxergamos adequadamente, por falta de um maior despertar.

Ela vem muitas vezes em forma de um sofrimento, que julgamos obra de alguma mente "perversa ou vingativa" - pura invenção mundana.

Quem controla tudo no universo é o amor.

Quanto mais desenvolvermos nosso filtro, mais preparados estaremos para reconhecer e avançar.

Como identificar as diferentes vibrações mentais? Isso é trabalho íntimo.

Mas se fosse dar uma dica, diria que é preciso trabalhar a empatia e a assertividade, além de fazer com que as emoções pautem nosso caminhar, junto com a razão.

Conseguiremos enxergar o progresso em lugares antes inalcançáveis.

Paz.


Você poderá gostar também

0 comentários

Comunidade no Facebook

Unalome no Google Plus